sexta-feira, 29 de abril de 2011

Verdades Imperfeitas. Texto de Patrícia Daltro

Tenho amigos ótimos na blogsfera. E, muitas vezes o que o outro escreve sobre si mesmo, se encaixa perfeitamente em nós...

E isto aconteceu comigo. A Patrícia Daltro, do blog A Vida Sem Manual escreveu um texto que caiu como uma luva em meu momento. Pedi permissão para repostar aqui e ela aceitou. Obrigada Pat.

Verdades Imperfeitas

Ora, querida, mas nem tudo é sobre você. Nem tudo é você. Sabe, existe vida lá fora e pessoas sofrem também. Telefones não tocam sempre. Ou e-mails simplesmente não acontecem. Sabe, meu bem, existe um oceano de lágrimas sendo derramado todos os dias por tantas, ocultas nas telas do pc, você é apenas mais uma, ok?

E a vida? a vida segue adiante sem piedade, mas também sem ser cruel. Por que ela é apenas isso: Um dia depois do outro. Nada mais. Não existem desígnios, destinos, acasos... ah, o acaso... o acaso também pode ser sinônimo de coincidência, ou não... Depende de você, do que acredita. Por que isso, bem, isso é seu.

Mas, o resto, não, não é sobre você. Não é porque você é você.O mundo te ignora, querida. Não o mundo-pessoas, essas podem te ignorar ou não. Mas a mundo-vida, esse apenas segue o seu curso. Você é um nada, mas pode ser tudo. Desde que não seja envolta em culpa. Nem tudo é sua culpa, nem tudo é por sua causa. Às vezes, as coisas simplesmente acontecem.

Por isso, entenda, ninguém vai vir ofertar colos agora. Nem secar suas lágrimas. Nada vai dizer qual o caminho a ser percorrido. Nem eu. Por que eu, bem, eu sou apenas você, desfeita em lágrimas, no espelho do banheiro. Não posso te ajudar em nada, tampouco promessas. O que posso fazer por nós duas, é te dizer que daqui a pouco a noite vai terminar, o dia vai clarear e querendo ou não, tudo, tudo vai continuar a ser exatamente como sempre é, apenas mais um dia. Então, enxugue as lágrimas mais uma vez e siga em frente.
Postar um comentário