domingo, 22 de maio de 2011

Ganhei um poema!

Olá queridos.
Meu amigo do facebook, o poeta Vilmar Pirituma tem por costume presentear suas amigas com poemas inspirados em suas fotos e eu ganhei um também!
Olha que lindo!



COISAS NOSSAS

Poema: Vilmar Pirituma

Quando nossos olhares se tocam,
É pura brasa, fogo em combustão
São desejos aflorados, o tudo mais 
Desejado, tudo armado é todo tesão
Quando me beijas e diz: "Sou sua"
E ofertas em festa, sabes se mereço
Dentro de ti em eclipse, Sol e Lua...
Sou seu quente alimento... Seu preço 

QUANDO

Quando me tocas com seu olhar
Azul, um lindo par, sei que sou tua...
Quando me beijas, sinto – me toda 
Tua, com toda maciez... Toda nua
Quando me pegas, sinto teu poder 
Toda dominada, ai, me enlouqueço
Quando te tenho dentro de mim sei 
Nunca tem fim, sei que te pertenço.

QUANDO

De conchinha, os corpos encaixados
Delicio-me no seu cheiro dos cabelos
Na nuca, me perco na minha caricia.
Busco na anatomia nossos espaços
Com jeitinho, agarrado na sua delicia

QUANDO

Caminharmos românticos de mãos dadas
Sob a chuva no tapete de grama molhada
Calça dobradas, descalço e camisa aberta
Vestido branco pregado no corpo em festa

DOIS

Com a estiagem, os pés pisando nas poças
Pingos sobem dourados pro rosto leva beijo
Tudo tem sabor de sonhos... Coisas nossas
Rolando no verde da água... Ardor e desejo

Somos romantismo aflorado e como agrado
Banho de chuva, batismo dessa nossa união
Beijos sem relógio e no alto do pódio paixão
Num momento inusitado, dois anéis e noivado.

No céu a benção é avistada linda em sete cores 
A espera do véu e do sim a Deus, nossos amores.
Postar um comentário