segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O amor não fere

O amor, tema tão complexo e controverso, cantado em prosa e verso é definido e indefinido. É tudo e nada. É o céu e o inferno, é a felicidade plena e a deprê total.
Afinal, o que é o amor?
Sinceramente não sei e acho que nunca vou saber.
Cada um sente e vive o amor de forma peculiar. Principalmente porque este sentimento nunca chega sozinho e, o orgulho e o individualismo exacerbado do ser humano acabam estragando tudo.
A unica coisa que eu sei é que o amor, o verdadeiro amor, não fere.
Quando amamos queremos cuidar, respeitar, crescer junto, cultivar e proteger, como se o ser amado fosse a flor mais rara do mundo.
Quando entram outros sentimentos como rancor, raiva, desrespeito, indiferença, individualismo, desconfiança, não é amor. 
Um amigo muito querido diz que um relacionamento só é bom quando é bom para os dois. Isso é uma enorme verdade.
Como amar sem respeitar? Sem confiar? Sem ser fiel ao que sente?
Isso é amor? Não sei...
Um ser humano não muda o outro. Existem adaptações. Mas, mesmo estas adaptações acontecem por amor e tem que vir do outro. Sem cobranças.
Um grande problema existe quando se ama quem não merece este amor, ou quando não se é amado com respeito: saber quando parar, quando desistir.
Por amor, nos entregamos por inteiro, nos doamos e damos o mundo se pudermos, mas  não pode ser uma via de mão única. Isso, no amor, não pode existir.
Quando conhecemos a felicidade plena e depois essa felicidade se esvai, é difícil abrir mão de algo que não nos faz bem, porque lembramos a cada segundo da felicidade que um dia vivemos.
Tentamos desesperadamente resgatar algo que morre aos poucos e nos despedaçamos por isso. Neste ponto existe amor? Não sei...
Cada um vive como quer, faz as escolhas que quer e precisa receber o que plantou. Existem culpados? Não acredito.
Cada um tem seu caminho, tem sua história. Cada um dá o que tem, o que pode dar.
Os caminhos para o amor nem sempre são fáceis, até a flor mais rara pode ter espinhos. A questão é saber quando é hora de parar, reavaliar e seguir em frente...
Postar um comentário