quinta-feira, 21 de julho de 2016

Não dá!


Não dá pra viver num mundo onde pessoas são trocadas por coisas, onde a carne vale mais que o espírito; onde o ser humano se entrega apenas a dois dedinhos de religião.

Não dá pra viver num mundo onde juventude é mais importante do que experiência; onde os idosos são descartados e os bebês jogados em lixos.

Não dá pra viver num mundo onde os ícones sagrados são arrastados na lama ao serem trocados pelas cifras; onde o mesmo corpo que ajoelha e pede perdão, comete o mesmo pecado, feliz e sorridente, pelos caminhos por onde passam.

Não dá pra viver onde a hipocrisia é latente; onde o certo se torna errado, onde para se viver feliz, tem-se que esconder a sinceridade de baixo do tapete; onde a mentira graça, sorridente, por vales verdejantes, enquanto verdades são fabricadas, manipuladas e vendidas a preços exorbitantes.

Não dá pra viver num mundo onde a liberdade copula a céu aberto com a libertinagem; onde mentes embaralhadas confundem vidas, valores, moral e ética; onde o mais profundo em que podemos chegar não cobre nem as canelas.

Não dá pra viver num mundo onde não se sabe em quem pode se confiar, se é que se pode confiar em alguém; onde línguas enormes chicoteiam rabos alheios, enquanto os seus são expostos em TV aberta.

Não dá pra viver num mundo onde pequenas lanternas buscam rasgar a escuridão em que se afogaram, sem terem a mínima noção que basta abrir as janelas.

Não dá pra viver...

Não dá? Não mesmo?

Então... Como vivemos?
Postar um comentário