sexta-feira, 13 de maio de 2011

Mente fraca.

Existem pessoas que, por uma necessidade insana ou por infantilidade, quando vivem um um romance com alguém, projetam neste alguém tudo o que gostariam que sentissem e acontecesse. Falam mil coisas, fantasiam outras mil, aí o outro lado do par, fica maravilhado(a), sonhando acordado(a) com a pessoa incrível que conheceu, até que...
Ela descobre que não é bem assim... E o mundo desaba!

Já viu esta história? Eu já. E te digo, não é nada legal.
Por exemplo, João era louco para ter alguém legal. Conheceu Maria e projetou em Maria tudo o que queria sentir. Disse coisas lindas para ela, cativou, envolveu, e Maria se apaixonou pelo cara mega romântico e apaixonado...
Mas, depois de uns meses João simplesmente não quer mais Maria. Ela, por sua vez, não entende para onde todo aquele "amor" foi...
O que Maria não entende é que João não sentia todo aquele amor, ele até queria sentir, mas não sentia.
O que João precisa entender é que as palavras marcam, marcam tão profundamente que podem causar sérios danos emocionais. 
O que sai de nossa boca, mostra quem nós somos.
O cuidado no trato é algo imprescindível a todo ser humano. 
Assim João segue sua vida, mesmo sem querer, ferindo as Marias que encontra.
Maria segue sua vida, se armando contra os possíveis manés que encontrar...

É bem provável que João nunca consiga encontrar o que fantasia, já que conto de fadas existem apenas em desenhos, e por ele sempre viver um sonho paralelo, ao invés de viver o momento, nada se concretizará...
É melhor acordar para sua vida medíocre João! O que você procura está dentro de você, não no outro...

É bem provável que Maria encontre uma pessoa legal que quebre suas barreiras e a faça feliz. Só que ela corre um sério risco de ter a sombra de João sempre em sua alma.
Maria, esquece o louco. Segue adiante. Ele não fez "por mal", só é desequilibrado...

"A vida é mais simples do que a gente pensa; basta aceitar o impossível, dispensar o indispensável e suportar o intolerável." (Kathleen Norris)
Frase - Copy do blog Afrodite para Maiores
Postar um comentário