sábado, 3 de setembro de 2011

Por que nos magoamos?

Tenho observado algumas coisas...
Tanto através de minhas experiências, quanto através das experiências dos que estão à minha volta...
A vida é difícil, o ser humano complica muito as coisas... 
A felicidade é o alvo de todos, mas os caminhos... Ah, os caminhos...
Estes são únicos!
Duros, difíceis, tortuosos. Por mais que corramos, que lutemos, que agarremos com unhas e dentes nossos sonhos, sempre nos magoamos.
E por que nos magoamos?
A mágoa vem sempre de algo que nos atinge, algo que vem do outro.
O outro... sempre tão difícil, sempre tão estranho...
Com razão ou não, a mágoa dói, fere, abre um enorme buraco em nossas almas. A dor da mágoa é algo inexplicável e difícil de descrever.
Eu sempre pensei que a maioria das coisas que nos acontece, nós permitimos.
Sim, permitimos. Abrimos nossa vida, nossa mente, nossa alma para alguém. Baixamos a guarda e pronto! Lá vem o trem sem freio da mágoa a nos acertar em cheio!
Achamos que podemos mudar a pessoa X, que podemos transferir nossos anseios para a pessoa Y, que a pessoa W trará nossa felicidade...
Achamos, pensamos e... Agimos errado!
A mágoa, normalmente vem de algo que projetamos no outro e que não acontece! Do retorno que não recebemos, ou do ato que julgamos desrespeitoso.
É claro que existem as exceções. Nada é completamente regra, mas normalmente a mágoa acontece porque abrimos os olhos, num dado momento, e percebemos que o outro não corresponde às nossas expectativas, que não nos respeitam etc. Aí vem o choque, a dor, a decepção.
É claro que, como vítimas, não percebemos o nosso erro. Não percebemos que nossa parcela de culpa (se é que a culpa existe) também está lá, batendo à nossa porta, juntinho com a mágoa.
Pense nisso. Se proteja, se ame, se guarde.
Busque as expectativas dentro de você, projete seus anseios em você, encontre a felicidade em você!!!
Postar um comentário